20 de dez de 2016

Dez pedidos que devemos fazer a Deus em nossas orações

FONTE: Editora Cléofas

 1.
 Que desde a manhã possamos sentir o Seu amor, para que a Sua alegria seja a nossa força durante todo o dia.
2. Que Deus expulse de nosso coração as trevas do pecado e faça-nos alcançar a verdadeira Luz que é Jesus Cristo.
3. Que Deus nos dê a compreensão dos nossos deveres e a força de cumpri-los.
4. Que Deus faça de nossa vida um continuo sacrifício de louvor.
5. Que possamos guardar sempre os Seus Mandamentos para que, pela força do Espírito Santo, Ele permaneça sempre em nós e nós Nele.

1 de dez de 2016

Mobilização Nacional de Oração - Dezembro 2016

A matança dos inocentes pertence, como o episódio da estrela dos Reis Magos, ao evangelho da infância de Jesus narrado por São Mateus. Os Magos haviam perguntado pelo rei dos judeus (Mt 2, 1) e Herodes – que ocupava o posto de rei dos judeus na época – inventa uma história para averiguar quem poderia ser aquele que considerava um potencial usurpador, pedindo aos Magos que o informassem quando regressassem. Quando soube que voltaram por outro caminho, “ficou muito irado e mandou massacrar, em Belém e nos seus arredores, todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo exato que havia indagado aos Magos" (Mt 2,16). Bem antes, também o Faraó havia mandado matar todos os recém nascidos dos hebreus, como conta o livro do Êxodo, mas salvou-se Moisés, que depois libertou o seu povo (Ex 1,8 – 2,10).

Nos nossos dias também estamos presenciando a matança de milhares de crianças:
- Aborto;
- Violência física, verbal, moral e sexual;
- Ideologia de Gênero;
- Sensualização;
- Doutrinação para a guerra;
- Drogas e criminalidade;
- Diluição das famílias…

Mais do que nunca devemos estar de sentinela! Nesse mês vamos contemplar a imagem do DESTERRO! Essa imagem tem muito a nos falar, evangelizadores de crianças!

A palavra 'desterro' significa exílio, banimento, ficar sem a terra natal. Foi exatamente isso que a Sagrada Família viveu quando teve que fugir para o Egito por causa da perseguição do rei Herodes. A imagem é rica em símbolos. Vamos conhecê-los:

Nossa Senhora

A postura de Maria na imagem de Nossa do Desterro chama a atenção. A Sagrada Família está sendo desterrada, ou seja, está sendo exilada, está partindo em fuga para o Egito, uma terra distante, com pessoas, língua, religião e costumes muito diferentes. Mesmo assim, Maria se apresenta em paz, cheia de mansidão e humildade.

O manto azul de Maria

O manto azul de Nossa Senhora do Desterro simboliza a verdade e o céu. Verdade porque ela caminhava na verdade, dizendo sempre sim a Deus. O céu está simbolizado no azul porque, mesmo fugindo, mesmo sendo perseguida por um rei sanguinário, Maria e José estão com o menino Jesus, que é Deus, que é paz, que é o Sumo Bem. O céu está com eles.

A túnica branca do Menino Jesus

A túnica branca do Menino Jesus simboliza a pureza e a santidade deste Menino que é Deus, que é santo, que é o salvador. A postura do menino Jesus também é de paz e serenidade, apesar da dificuldade que estão passando.

São José

A imagem de São José na cena do desterro de Nossa Senhora tem muitos significados. É ele quem segura a rédea do jumento, ou seja, é ele que dirige e guia; é ele o guardião da Sagrada Família. Vejamos outras características de São José na imagem de Nossa Senhora do Desterro.

O manto marrom de São José

O manto marrom de São José simboliza sua humildade. A humildade de José aparece mais quando ele se submete à vontade de Deus, acreditando nas revelações que recebera e obedecendo prontamente. A cena da fuga para o Egito é um exemplo clássico. O anjo avisou José em sonho dizendo para ele fugir para o Egito por causa de Herodes. José obedeceu sem questionar assumindo todas as consequências deste ato.

A túnica amarela de São José

A túnica amarela de São José na imagem de Nossa Senhora do desterro, simboliza a presença do divino nesta ocasião. José não era divino; era um homem como todos os outros, porém, estava sendo guiado pela vontade de Deus, estava obedecendo à vontade de Deus. Por isso, o próprio Deus se faz presente em sua vida e neste momento.

O cajado de São José

O cajado de São José simboliza a direção dada por Deus e a firmeza, o apoio durante o caminho. O cajado era usado pelos viajantes como apoio e segurança. Foi exatamente apoio e segurança que São José recebeu de Deus ao aceitar com humildade a missão de guardião do Menino Jesus e de Maria.

A trouxa marrom de São José

Marrom é a cor da terra, da simplicidade. A trouxa marrom que São José carrega amarrada no cajado simboliza a simplicidade desta família, que tem apenas uma trouxa como bagagem. Isso nos fala que a Sagrada família estava sempre pronta para 'partir' sem dificuldade, sem pesos nem amarras de bens materiais. Estavam prontos para obedecer ao senhor.

O jumento

O jumento na imagem de Nossa Senhora do Desterro simboliza a providência de Deus, que não deixou faltar nada à Sagrada Família e transportou Maria e o Menino Jesus. O jumento é também um animal dócil, manso e útil. Ele nos lembra que aqueles que servem a Deus devem sempre agir com mansidão e bondade.

Que essa imagem nos inspire em nossa vida, em nossa oração, em nosso servir!

COMO REZAR?

- Intercessão profética pelas intenções
- Finalizar com a oração à Nossa Senhora do Desterro: “Ó Bem Aventurada Virgem Maria, Mãe do Nosso Senhor Jesus Cristo, Salvador do Mundo, Rainha do Céu e da terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos cristãos, protetora dos pobres, consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e viúvas, alívio das almas que penam, socorro dos aflitos, desterradora das indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais, da morte cruel, dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhento, dos maus pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas, do rigor do dia do juízo final, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e maldições, dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.
Minha amada Mãe, eu prostrado agora aos vossos pés, com piedosíssimas lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas, por vosso intermédio imploro perdão a Deus infinitamente Bom.
Rogai a vosso Divino Filho Jesus, por nossas famílias, para que ele desterre de nossas vidas todos estes males, nos dê o perdão de nossos pecados, e nos enriqueça com sua divina graça e misericórdia.
Cobri-nos com vosso Manto maternal, ó divina estrela dos montes.
Desterrai de nós todos ao males e maldições. Afugentai de nós a peste e os desassossegos.
Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de todas as doenças, encontrar as portas do Céu abertas, e convosco ser felizes por toda a eternidade. Amém.
Nossa Senhora do Desterro, rogai por nós que recorremos a Vós.”

Pedimos também que , pelo menos uma vez neste mês, seja feito JEJUM por estas intenções.

No dia 13 encaminhem para o e-mail do seu coordenador(a) diocesano/estadual ou diretamente para o e-mail: paula_generoso@yahoo.com.br, faremos um único relatório do dia da Mobilização e encaminharemos para o núcleo nacional do Ministério.

INTENÇÕES DO MÊS DE DEZEMBRO:

  1. Pelo Ministério para Crianças e por todos os evangelizadores infantis
  2. Por todas as novas coordenações do ministério escolhidas para o próximo biênio
  3. Pelas crianças e adolescentes vítimas dos “herodes” atuais
  4. Pela Renovação Carismática Católica do Brasil e todos seus projetos (Veja as intenções no site da RCC Brasil)
  5. Em agradecimento por todas as obras que o Senhor realizou nesse ano de 2016

                    

HORÁRIOS DE CADA ESTADO NO MÊS DE DEZEMBRO:


HORÁRIO DE BRASÍLIA
ESTADO (S)
0h às 1h
Amazonas
1h às 2h
Bahia
2h às 3h
Ceará
3h às 4h
Distrito Federal
4h às 5h
Espírito Santo
5h às 6h
Goiás
6h às 7h
Maranhão
7h às 8h
Mato Grosso e Mato Grosso do Sul
8h às 9h
Minas Gerais
9h às 10h
Pará
10h às 11h
Paraíba
11h às 12h
Paraná
12h às 13h
Pernambuco
13h às 14h
Piauí
14h às 15h
Rio de Janeiro
15h às 16h
Rio Grande do Norte
16h às 17h
Rio Grande do Sul
17h às 18h
Rondônia e Roraima
18h às 19h
Santa Catarina
19h às 20h
São Paulo
20h às 21h
Sergipe e Tocantins
21h às 22h
Acre
22h às 23h
Alagoas
23h às 24h
Amapá