2 de out de 2013

Existe mesmo o Anjo da Guarda?


O nosso Catecismo diz que “a existência dos seres espirituais, não-corporais, é uma verdade de fé”, isto é, um dogma. São Gregório Magno, Papa e doutor da Igreja, disse que quase todas as páginas da Revelação escrita falam dos anjos.

O salmista canta com alegria: “O anjo do Senhor acampa ao redor dos que o temem e os salva” (Sl 33,8). “Os teus anjos te sustentarão em suas mãos para que teus pés não tropecem em alguma pedra” (Sl 90).

São Basílio Magno (†369), doutor da Igreja, disse que: "Cada fiel é ladeado por um anjo como protetor e pastor para conduzi-lo à vida." (Ad. Eunomium 3,1). Isto é, temos um Anjo da Guarda pessoal. Jesus confirma: “Não desprezeis nenhum desses pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus veem continuamente a face de meu Pai que está nos céus” (Mt 18,10).


A liturgia de hoje faz memória dos Anjos da Guarda. Ora, se a Igreja celebra a festa dos Anjos da Guarda é porque de fato eles existem e cuidam de nós, nos protegem, iluminam, governam nossa vida, ajudam-nos como ajudou a Tobias. “Vou enviar um anjo que vá a tua frente, que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que te preparei”. E recomenda: “Não lhe sejas rebelde, porque não suportará as vossas transgressões, e nele está o Meu Nome” (Ex 23,20-22). Portanto, é preciso respeitar nosso Anjo, não afugentá-lo pelo pecado, nele está o Nome de Deus. Um dia um rapaz me disse: “eu não vejo pornografia na internet porque tenho vergonha de meu Anjo da Guarda!”. A melhor homenagem a nosso Anjo é viver uma vida sem pecados, buscando, com sua ajuda, fazer a vontade de Deus. Deveríamos ter vergonha de roubar, corromper, fraudar, adulterar... na presença de nosso Anjo. 
Nosso Anjo da Guarda oferece a Deus as nossas orações, apoia-nos e protege-nos dos ataques do diabo, que tenta nos fazer pecar e perder a vida eterna. Desde criança aprendi com minha mãe esta oração: “Santo Anjo da minha guarda a quem eu fui confiado por celestial piedade; iluminai-me, guardai-me, regei-me, governai-me. Amém.” Nunca deixei de rezar essa oração.
Em tudo o que fizerdes peça a luz, a proteção, o governo do bom Anjo que o Senhor colocou a teu lado desde o batismo até a morte. “O meu Anjo irá a tua frente e te conduzirá...” (Ex 23,22)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!