21 de fev de 2010

No México perita diz: "48% das mães que abortam têem tendência suicida"



Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=18170

MEXICO D.F., 11 Fev. 10 / 03:16 am (ACI).- Ante a onda de protestas de organizações feministas e abortistas no México ante os avanços estatais em matéria de defesa da vida do concebido, Carmen Alba, Diretora do Instituto para a Reabilitação da Mulher e a Família, A. C. (IRMA), advertiu que o aborto dista de ser uma "solução" que acaba definitivamente com "um problema" para a mulher.

Em uma coluna editorial publicada pelo diário mexicano El Gráfico, Alba explicou que desde a despenalização do aborto até as 12 semanas de gestação no Distrito Federal, "no IRMA recebemos a um maior número de jovens que durante os últimos 10 anos se viram em uma circunstância de cancelamento da vida de seu bebê. Jovens que vão dos 14 aos 25 anos de idade principalmente".

"Todas elas", revela Alba, "com uma história em comum depois de cancelar a vida do bebê que levava no ventre: confusão, tristeza, depressão, angústia, busca de um bebê substituto, pesadelos e 48% apresentam idéias suicidas".

Logo depois de escutar a milhares de jovens com "distintas histórias de abandono, mau trato, violência intra-familiar, com o comum denominador de um ou mais abortos em sua vida", o IRMA se pergunta: "Será então que a jovem está preparada para enfrentar uma realidade aonde lhe afirmou que não sofreria efeitos secundários? Se não teve redes familiares médicas ou sociais para enfrentar uma maternidade em crise poderá encontrá-las depois? Sentir-se-á com a tranqüilidade suficiente de falar sobre um aborto se não pôde falar durante sua gravidez?"

Alba explica que, contra aquilo que sustentam as abortistas, "a vida depois do aborto não é simples, requer de um tratamento honesto e especializado que ajude a resolver o duelo. De um espaço amigo confidencial e livre de julgamento onde o único objetivo seja o de acompanhar a resolver feridas causadas em ajudar a que estas se cicatrizem e a que se recupere a esperança pelo dano gerado pelo aborto".

O IRMA oferece ajuda às mulheres que abortaram para tratar o síndrome pós-aborto mediante a página Web:www.irma.org.mx 

De que a gente vai brincar???

Brincar com os filhos é criar laços. Quando eles forem grandes lembrarão com ternura do tempo que passamos com eles fazendo atividades divertidas. Além do mais, as crianças que brincam são mais saudáveis.  Pensando nisso, a Revista Crescer selecionou diversas brincadeiras para crianças de menos de um ano até os oito anos, pra dentro e fora de casa. São apaixonantes. Professoras, fiquem atentas: para as crianças, brincar é assunto muito sério e o pátio da escola é tão impotante quanto a sala de aula.
Veja também: 10 atividades para fazer enquanto a televisão estiver desligada
Clique AQUI para ver as brincadeiras

19 de fev de 2010


No sorriso de uma criança vislumbra-se um pedacinho do céu.
Estar com elas, com certeza, é se achegar mais e mais à Deus.

17 de fev de 2010

Campanha da Fraternidade 2010


As mãos em súplica diante de uma vela feita de dinheiro revelam o drama do ser humano que precisa de bens materiais para sobreviver, mas que pode também tornar-se escravo da ganância. Aquelas mãos dirigem uma súplica a Deus ou ao dinheiro? É luz divina que ilumina ou é o cintilar das moedas que atrai? O dinheiro é necessário, afinal precisamos comprar alimentos, roupa, cuidar da saúde, manter os filhos no colégio, pagar moradia e ter momentos de lazer. O cintilar do ouro e das moedas, porém se mistura facilmente com a ambição e o desamor. Podemos nos tornar escravos dos bens materiais e depositar neles a nossa segurança. Podemos viver acumulando dinheiro e propriedades como se deles dependesse a nossa vida, esquecendo que há crianças abandonadas, pessoas famintas e doentes. O cartaz nos convida ao desapego aos bens materiais, a pôr nossa confiança em Deus, contribuindo com nosso trabalho para a construção de um mundo mais justo e solidário.

Quarta-feira de Cinzas


Com a imposição das cinzas, inicia-se uma estação espiritual particularmente relevante para todo cristão que quer se preparar dignamente para viver o Mistério Pascal, quer dizer, a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus.

Este tempo vigoroso do Ano litúrgico se caracteriza pela mensagem bíblica que pode ser resumida em uma palavra: " matanoeiete", que quer dizer "Convertei-vos". Este imperativo é proposto à mente dos fiéis mediante o austero rito da imposição das cinzas, o qual, com as palavras "Convertei-vos e crede no Evangelho" e com a expressão "Lembra-te de que és pó e para o pó voltarás", convida a todos a refletir sobre o dever da conversão, recordando a inexorável caducidade e efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

A sugestiva cerimônia das cinzas eleva nossas mentes à realidade eterna que não passa jamais, a Deus; princípio e fim, alfa e ômega de nossa existência. A conversão não é, com efeito, nada mais que um voltar a Deus, valorizando as realidades terrenas sob a luz indefectível de sua verdade. Uma valorização que implica uma consciência cada vez mais diáfana do fato de que estamos de passagem neste fadigoso itinerário sobre a terra, e que nos impulsiona e estimula a trabalhar até o final, a fim de que o Reino de Deus se instaure dentro de nós e triunfe em sua justiça.

Sinônimo de "conversão", é também a palavra "penitência" … Penitência como mudança de mentalidade. Penitência como expressão de livre positivo esforço no seguimento de Cristo.

Tradição
Na Igreja primitiva, variava a duração da Quaresma, mas eventualmente começava seis semanas (42 dias) antes da Páscoa.

Isto só dava por resultado 36 dias de jejum (já que se excluem os domingos). No século VII foram acrescentados quatro dias antes do primeiro domingo da Quaresma estabelecendo os quarenta dias de jejum, para imitar o jejum de Cristo no deserto.

Era prática comum em Roma que os penitentes começassem sua penitênica pública no primeiro dia de Quaresma. Eles eram salpicados de cinzas, vestidos com saial e obrigados a manter-se longe até que se reoconciliassem com a Igreja na Quinta-feira Santa ou a Quinta-feira antes da Páscoa. Quando estas práticas caíram em desuso (do século VIII ao X) o início da temporada penitencial da Quaresma foi simbolizada colocando cinzas nas cabeças de toda a congregação.

Hoje em dia na Igreja, na Quarta-feira de Cinzas, o cristão recebe uma cruz na fronte com as cinzas obtidas da queima das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior. Esta tradição da Igreja ficou como um simples serviço em algumas Igrejas protestantes como a anglicana e a luterana. A Igreja Ortodoxa começa a quaresma a partir da segunda-feira anterior e não celebra a Quarta-feira de Cinzas.

16 de fev de 2010

Jesus resistiu à tentação de Satanás e nós podemos resistir também! - Mateus 4, 1-11




Material: Uma caixa com balas ou pirulitos, bombons, etc...

Havia uma caixa de doces como esta em cima da mesa da casa da Maria (mostre a caixa de doces). A mãe dela percebeu que ela queria comer daqueles doces e então lhe disse: “Maria, não coma doces agora, espere para depois do almoço porque senão você perderá o apetite.” Os doces eram apetitosos e a tentação era grande. Maria pensou: “De certo que um docinho não me fará mal e mamãe nem perceberá a diferença.”
Alguma vez você teve uma experiência como esta? Vou lhe contar outra história que pode lhe ser familiar.
“Guardem seus livros e cadernos e peguem seu lápis,” diz a professora. “Faremos a prova de ortografia desta semana.” Joãozinho começou a sentir um frio na barriga. Ele sabia que a prova ia ser hoje, mas ficou assistindo televisão a tarde inteira em vez de estudar e conseqüentemente não estava pronto para fazer a prova. Quando começou a prova, Joãozinho olhou ao seu redor e percebeu que podia ver a prova da Sarita. “Acho que não terá nenhum problema se eu colar da Sarita somente dessa vez.” Joãozinho pensou: “Prometo que não voltarei a fazer isso e ninguém ficará sabendo”.
Todos nós enfrentamos tentações, não é?
Você quer saber o que devemos fazer quando o diabo nos tenta? Leia a Palavrinha de Deus:

Saindo dali, o Espírito Santo levou Jesus para passar 40 dias no deserto. Ele jejuou todo esse tempo e depois teve fome. O demônio (a antiga serpente, aquela que convenceu Adão e Eva a desobedecer a Deus no Paraíso) apareceu para tentar convencer Jesus a adorá-lo e também a querer riqueza e poder. “Para trás, satanás, pois está escrito: adorarás ao Senhor teu Deus e só a Ele servirás”. Em seguida o demônio foi embora e os anjos aproximaram-se de Jesus para servi-lo.”

Ei! Espere um minutinho, isso significa que Jesus foi tentado pelo diabo como nós somos? Sim, ele foi. A Bíblia nos diz que, uma vez Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo para o deserto onde foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Você sabe o que Jesus fez quando o diabo o tentou? Ele respondeu-lhe com a Escritura!

Jesus não tinha nada para comer durante quarenta dias. Satanás sabia que ele estava com fome, então disse a ele: "Se você é realmente o Filho de Deus, transforme estas pedras em pão."
Jesus podia facilmente ter feito o que Satanás sugeriu, mas ele não o fez. Em vez disso, ele respondeu: "Está escrito: 'O homem não vive só de pão".
Então o diabo levou Jesus a um lugar alto e mostrou-lhe os reinos terrenos abaixo. Ele disse: "Tudo isto me pertence. Se você se curvar e adorar-me, eu darei a você".
Jesus respondeu: "Está escrito: 'Adore o Senhor, teu Deus e só a ele."
Em seguida, o diabo levou Jesus a Jerusalém, levou-o até o ponto mais alto do templo. Ele disse a Jesus: "Se és o Filho de Deus, atira-te daqui para baixo. Deus enviará seus anjos para resgatá-lo."
Novamente, Jesus citou as Escrituras: "Não tentarás o Senhor teu Deus, colocando-o à prova."
Você sabe o que fez o diabo? Ele desistiu! Ele disse: "Eu vou voltar e tentar outro dia."
A próxima vez que o diabo tentar você a fazer algo de errado, olhe na Bíblia e veja o que ela diz. Então... Faça o que Jesus fez responda a Satanás com a Escritura!

Querido Pai, ajuda-nos a aprender o que a Bíblia nos ensina a fazer de modo que quando o diabo nos tentar, nós possamos fazer o que Jesus fez... Responder-lhe com a Escritura. Amém.


6 de fev de 2010

Fotos do Encontro Nacional de Formação - Lorena/SP




Workshop Ministério para Crianças




Tati (RJ) e eu

Jamile (Bauru), Cíntia (S.J. dos Campos), eu e Adriana (Taubaté)

Jamile, Cíntia, Elisabeth, eu e Adriana

Márcia (Santos), Hyde (BH - Coord. Nacional do MC), eu, Elaine (S. João da Boa Vista), Cíntia, Débora (São Paulo), Jamile, Ana Paula (Ribeirão Preto - Coord. Estadual do MC) e a outra irmãzinha que não lembro o nome...

Tia Dani (Uberlândia), linda! Sou sua fã!!!

No colinho da Tia Hyde!

Sede Nacional: Somos protagonistas de um novo tempo


Com o lançamento da pedra fundamental, um novo tempo se inicia na RCCBRASIL e todos são chamados a participar. Conheça melhor o projeto que, cremos,  vai marcar a história do Movimento.
Imagine a construção de um projeto numa área de mais de 97 mil metros quadrados, para acolher o povo carismático católico do Brasil (estimado em mais de um milhão de membros ativos nos Grupos de Oração e dez milhões de membros afetivos – que participam eventualmente).
O projeto de construção, para ser executado, dependerá unicamente dos membros do Movimento, ou seja, somos chamados a ser protagonistas nesse novo tempo, inaugurado com o lançamento da pedra fundamental da Sede Nacional. Desde os engenheiros e arquitetos que trabalham no projeto até a efetiva construção da obra, tudo passará pelo povo carismático.
O grande desafio ultrapassa a construção dos prédios, porque a meta é fortalecer ainda mais nosso povo, com lideranças mais conscientes de seu chamado, com servos comprometidos com seus Grupos de Oração, que tem a parresia do Espírito em sua vida e missão. O desafio é formar carismáticos que fazem de seu ambiente de convivência um ambiente de missão constante e de anúncio querigmático, e que amam a RCC e por isso vivem a sua identidade e lutam por nosso povo e nossa religião. Formar, principalmente, discípulos que dão testemunho de “amor e unidade” em resposta a um desejo de Jesus, o nosso Senhor.
O chamado a sermos protagonistas deste novo tempo foi feito a toda a Renovação Carismática Católica, na manhã do dia 30 de janeiro de 2010, durante o Encontro Nacional de Formação, em Lorena/SP. Apresentamos mais informações sobre o projeto de construção.
As primeiras fases da construção
A Sede será referência em nossa espiritualidade, também oferecendo formação a seus membros através de um instituto de formação superior e Escola de Lideranças. Trata-se de um local bem localizado para eventos nacionais, de diferentes públicos, e um local de acolhimento para os peregrinos carismáticos de todo Brasil.
O local vai abrigar o Santuário Elena Guerra – local de peregrinação e difusão da devoção ao Espírito Santo -, Escritório Nacional, o Centro Nacional de Formação, uma biblioteca, um museu, uma arena de eventos para dez mil pessoas, um anfiteatro que irá comportar até três mil pessoas, a Feira Carismática, um dormitório para três mil pessoas, uma produtora, uma gravadora; o EAD, Educação à Distância; a Editora RCCBRASIL, e todo o sistema de comunicação da RCCBRASIL.
Na primeira parte será edificado o prédio administrativo, com dois mil metros quadrados de área construída. Uma particularidade, nessa etapa do projeto, é a arquitetura do prédio que abrigará o Escritório Nacional. O edifício será construído em forma de um ostensório, sendo a capela localizada bem no centro do prédio.
Na segunda etapa será construído o Centro Nacional de Formação e o anfiteatro. A arquitetura também é especial, fazendo ligação com símbolos do nosso Movimento com um corredor ambientado com cachoeiras, remetendo-nos à nossa intensa experiência do batismo no Espírito Santo.
Pilares do projeto
Para viabilização do projeto serão criadas comissões nacionais, estaduais e diocesanas, que terão a função de gerenciar e organizar as diferentes frentes de ação necessárias para alcançar os objetivos. A Comissão Nacional será composta pelo Escritório Nacional, Comissão de Formação, Comunicação e membros convidados.
A comissão vai trabalhar nas seguintes frentes: Oração, Formação, Comunicação, e Missão (construção da nossa casa). A comissão de construção será composta pelos "Construtores", Relações Institucionais, Finanças e Obras.
“Nós queremos levantar a Renovação Carismática Católica através da nossa vida de oração, fundamentados no livro de Neemias. Nós queremos que, em cada Grupo de Oração, a liderança carismática se coloque diante de Deus em oração. Porque nós sabemos que, muitas vezes ao assumir muitos compromissos, nós acabamos deixando de lado a essência da nossa espiritualidade. [...] Nós queremos levantar a nossa espiritualidade carismática, formar a nossa liderança, comunicar a graça do batismo no Espírito Santo e como consequência de tudo isso, ao final, nós teremos a construção da nossa Sede Nacional”, afirmou Lázaro Praxedes.
Em breve, falaremos mais de cada um desses pilares.
Campanhas de arrecadação
Para que a RCC inicie as obras, são necessários recursos. As principais campanhas são:
- Campanha “Doe Um Real”: Com a contribuição de apenas um real por mês, de cada membro da RCC. A campanha poderá será realizada em eventos, pedágios, Grupos de Oração, entre amigos, familiares, no local de trabalho, etc. Os valores arrecadados podem ser entregues nos Grupos de Oração da RCC para que o coordenador faça o depósito na conta da construção ou ser depositado direto na conta.
- Campanha do Cofrinho: As suas moedas têm muito valor na construção da nossa casa. Serão distribuídos cofrinhos em todo o Brasil e, periodicamente, precisam ser recolhidas e depositadas na conta da construção. O depósito deve ser identificado para que o mesmo seja acrescentado nas metas dos estados.
- Campanha “Sou Um Construtor”: é para aquelas pessoas que podem se comprometer ao longo de três anos, para fazer doações mensais por boleto bancário. Disponibilizados em vários níveis de contribuição. A comissão de construção diocesana, estadual e nacional é responsável pelo controle dos boletos através do SAVIC – Sistema de Apoio à Vida Carismática. Serão distribuídos carnês para 18 meses, que serão renovados conforme a fidelização para mais 18 meses. Os carnês serão distribuídos em duas remessas, conforme a adesão. A primeira remessa será distribuída até abril de 2010. Cada estado nomeou alguém para fazer parte do processo de arrecadação de recursos, chamados carinhosamente de “construtores”. Os construtores atenderam, durante o ENF, as pessoas de seus estados que desejavam colaborar.
Ao todo serão seis campanhas de arrecadação. Além das citadas acima, teremos as campanhas: “Doe um Tijolo”; “Doe um metro quadrado de construção”; e do Material de Construção.
A conta da RCC Brasil para depósito da arrecadação de recursos para a construção da Sede Nacional é: Conta Corrente 3587-1, operação 003, agência 0495, na Caixa Econômica Federal. Através dessa conta, você também pode fazer a sua doação espontânea. Depois envie o comprovante de depósito via fax para o Escritório Nacional ou envie os dados do depósito (depositante, hora e data) para o e-mail: casadarcc@rccbrasil.org.br.
Para participar ou saber mais informações sobre como ajudar, envie um e-mail ou telefone para o Escritório Nacional: (53) 3227-0710.
ATENÇÃO: Lembramos que toda ajuda aos projetos da RCCBRASIL deve ser feita somente através dos contatos oficiais do Escritório Nacional, bem como a pessoas devidamente credenciadas junto às coordenações estaduais da Renovação, e/ou disponibilizados no Portal da RCCBRASIL. Lembramos que o único portal da RCCBRASIL é www.rccbrasil.org.br. O que significa que nenhum outro portal ou site da internet está autorizado a pedir recursos em nome da RCCBRASIL. Aconselhamos todos a certificarem-se da origem daqueles que solicitam ajuda financeira e sua idoneidade.

ELIAS, O PROFETA




OBJETIVOS
SABER que Deus cuida para que nada nos falte.
SENTIR confiança em Deus e desejo de obedecer à vontade Dele.
RESPONDER obedecendo às ordens do Senhor.

A MENSAGEM
Deus supre todas as nossas necessidades.

VERSÍCULO
“A vasilha de farinha não ficará vazia e a jarra de azeite não se esgotará”. I Reis 17, 14

Palavrinha de Deus: I Reis 17

O tempo passou e muitos foram os reis que governaram Israel. Um desses reis foi Acab. Mas ele e sua família acabaram se afastando de Deus, e por isso o Senhor enviou um profeta chamado Elias para avisar ao rei:
- Nestes anos, haverá uma grande seca na Terra, pois não choverá até que Deus mande.
E Deus disse a Elias:
- Saia daqui e vá se esconder perto do rio Jordão. Lá não lhe faltará nem água nem comida. Você poderá beber água do córrego. Eu ordenei aos corvos que levem comida para você.
Elias fez tudo o que Deus havia mandado. E então as águas secaram, pois não chovia mais. Os corvos lhe levavam pão de manhã e carne à tarde. Algum tempo depois, córrego secou, porque não tinha chovido na região. Então Deus disse a Elias:
- Pegue suas coisas e vá para Sarepta, na região de Sidônia, e fique morando lá. Porque eu mandarei uma viúva dar comida a você.
Elias novamente obedeceu e foi para Sarepta. Chegando lá, encontrou a viúva de que Deus havia falado e pediu para ela:
- Por favor, me arranje um pouco de água para beber e pão para comer.
A viúva respondeu:
- Não tenho pão feito. O que tenho é farinha e azeite.
E Elias disse:
- Faça pão e traga para mim. Pois assim diz Deus: não faltará nem farinha e nem azeite para você.
A mulher fez tudo como Elias tinha mandado.
Mas o filho da viúva ficou doente e acabou morrendo. A viúva, desconsolada, disse a Elias:
- Não quero nada de você! Vá embora! Você veio para minha casa e meu filho morreu!
E Elias respondeu:
- Traga aqui seu filho.
Pegando o menino nos braços, Elias o levou até seu quarto.
No quarto, Elias deitou o menino na cama e chamou por Deus, dizendo:
- Ó Deus, faça este menino voltar à vida.
Deus atendeu o pedido de Elias e o menino voltou a viver. Elias pegou o menino, saiu do quarto e o entregou à mãe. A viúva disse a Elias:
- Agora sei que você é um homem de Deus e que é verdade que você transmite a palavra do Senhor.


Faça o corvo para ilustrar sua história:


Para colorir:


5 de fev de 2010

Moções anunciam tempo de graça para a RCCBRASIL

Direcionamentos para a realidade de vida de todos os servos.

Beatriz Vargas, Secretária Geral do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil, após a oração da manhã do domingo no Encontro Nacional de Formação 2010, fez um resumo dos principais direcionamentos dados por Deus ao Conselho Nacional do Movimento. A promessa é de abertura das portas para seu povo, restauração e anúncio de um tempo novo, da graça de Deus para todo aquele que acreditar e, a partir da Sua Palavra, tomar atitudes concretas de conversão e ousadia.
Diante dos problemas diários, o alerta aos participantes do Encontro Nacional de Formação foi no sentido de romperem com a murmuração, para que a Palavra de Deus tenha espaço em suas vidas. “Essa Palavra é a voz de Deus para nós. A Palavra é a espada do Espírito, que pode cortar, anular tudo que lançaram contra nós”, afirmou.
Beatriz Vargas reforçou também a necessidade de apossar das profecias e moções dadas pelo Senhor. “Deus nos convida a tomarmos posse dessa porta permanentemente aberta”, alertou reforçando que os direcionamentos servem para a vida espiritual, financeira, profissional e/ou familiar.
Perdoar, acolher e dar o Sim para o chamado do Senhor são atitudes daqueles que confiam nas moções de Deus, disse ainda a secretária da RCCBRASIL. Não abandonar as práticas espirituais (oração, jejum, leitura orante da Palavra, adoração ao Santíssimo Sacramento) também são pontos importantes para o fortalecimento dos laços com Deus e Seu chamado.
Ter coragem e não ter medo diante das dificuldades que surgem ao longo da caminhada cristã foram exortações transmitidas através da leitura do segundo livro dos Reis, capítulo 6, nos versículos de 8 a 17 (II Reis 6, 8-17). “Deus nos dá a visão de onde podemos chegar e dos perigos que nos cercam”, disse Beatriz Vargas. Entre as principais moções bíblicas repassadas estão Isaías, capítulo 45, versículos de 1 a 3,(Is 45, 1-3)  e Sofonias 3, versículo 20 (Sof 3, 20).

Equipe de Comunicação Social RCC Brasil

4 de fev de 2010

JESUS ESCOLHE OS DOZE APÓSTOLOS

OBJETIVOS
SABER que Jesus escolheu doze homens para segui-lo. Ele não escolhe os melhores, mas aqueles que Ele quer, independente de serem bons ou maus.
SENTIR que também sou escolhido por Jesus para ser seu amigo
RESPONDER procurando ser amigo de Jesus, fazendo tudo o que Ele ensina.

A MENSAGEM
Jesus não diferencia as pessoas (não tem preconceito).

VERSÍCULO
“Vocês são meus amigos se fizerem tudo o que Eu estou mandando.” João 15, 14

Palavrinha de Deus: Lucas 6, 12-16

Naqueles dias, Jesus subiu ao monte e passou a noite em oração a Deus.
Quando já era dia, chamou os seus discípulos e escolheu doze deles, a quem deu o nome de apóstolos: Simão, que chamou de Pedro, e seu irmão André. Tiago e seu irmão João. Filipe, Bartolomeu (também conhecido por Natanael), Mateus, Tomé, outro Tiago e seu irmão Judas Tadeu, outro Simão (chamado de Zelote) e Judas Iscariotes.

PARTILHA:
Jesus subiu ao monte para que?
Depois disso, quando já era dia, o que Ele fez?
Quantos amigos Ele escolheu?
Como são chamados esses amigos?
O que Jesus disse para eles fazerem?
Vamos tentar lembrar o nome deles?
Como era o nome daquele que Jesus escolheu para edificar a sua Igreja?