30 de abr de 2009

Dinâmica - Meu Corpo é templo do Espírito Santo



Participantes: Indefinido.

Tempo Estimado: 20 minutos.

Material: 2 folhas de papel para cada participante, canetas hidrocor, fita adesiva, cola e tesoura.

Descrição: Cada membro do grupo deve desenhar em uma folha de papel uma parte do corpo humano, sem que os outros saibam.

Após todos terem desenhado, pedir que tentem montar um boneco ( na certa não vão conseguir pois, Terão vários olhos e nenhuma boca… ). Em seguida, em outra folha de papel, pedir novamente que desenhem as partes do corpo humano (só que dessa vez em grupo). Eles devem se organizar, combinando qual parte cada um deve desenhar. Em seguida, após desenharem, devem montar o boneco.
Terminada a montagem, cada membro deve refletir e falar sobre como foi montar o boneco. Qual a importância de cada parte do corpo, conduzir um momento de oração agradecendo a Deus pelo membros do nosso corpo. Cada um pode rezar em voz alta agradecendo a parte do corpo que desenhou… por exemplo: Obrigado Jesus pela minha boca, pois com ela posso me comunicar…
Tem como objetivo levar as crianças a trabalharem em grupo, fazendo essa atividade valorizar o corpo que é templo do Espírito Santo.

28 de abr de 2009

Selinho

Olha só mais um selinho que nosso blog ganhou!
Ele veio pelas mãos da Juliana do Blog Amor em Ensinar, obrigada amada do Senhor!!! Que Deus lhe abençoe muuuuuito! A Juliana é a criadora do layout (plano de fundo) deste blog, não deixem de visitar os blog's dela.

21 de abr de 2009

Uma boa idéia para o Dia das Mães

Retirei do blog Trabalhinhos (cujo link está na blogoteca abaixo) e fiz algumas poucas modificações. Logo postarei idéias de lembrancinhas, mensagens etc. ok?

Fiquem na paz! Que Deus menino nos abençoe! Bjs!


"Programação e Atividades com música e muito mais para o Dia das Mães. É bom não deixar para a última hora, pois assim os catequistas e servos do Ministério para Crianças podem preparar tudo com calma.
Uma coisa muito importante que não deve ser esquecida é que hoje em dia existem muitas crianças criadas por avós, por tios ou que são filhas somente de pai, que já não têm suas mães entre elas. Nesse caso, o professor deve explicar que são como "mães" aqueles tutores que dão à criança amor, carinho e cuidado, além de fazer com que se sintam protegidas. Elas podem fazer ainda uma homenagem às mães que se foram através dessas pessoas especiais. Pergunte à criança quem ela acha que se encaixa com essas características. Essa pessoa deve ser convidada e homenageada da mesma maneira que as mães convencionais, para que a criança não se sinta triste em meio aos seus coleguinhas. Prepare um convite especial informando sobre a homenagem da criança àquele que tem por ela um amor verdadeiro, se comportando como uma verdadeira "mãe"!

1. Local: Pode ser feito no salão da igreja antes ou depois da Missa ou em uma sala que caibam as mesas e cadeiras suficientes para todas as suas convidadas.

2. Cardápio: Elabore um cardápio e combine com TODOS os catequistas ou servos do Grupo de Oração para ajudarem. Vocês podem preparar salgadinhos, pães diversos, queijo, presunto, patê e geléias, acompanhados de café, leite suco ou chá. Sirva também tortas e bolos doces. Tudo depende da quantidade de pessoas que ajudarem e dos recursos financeiros.

3. Decoração: Escolha um esquema de cores, e o utilize na escolha dos enfeites, por exemplo:- suave (cores "pastel", rosas, azuis e verdes claros);
- festivo e quente (dourado, amarelo, laranja);
- apaixonado (vermelho, rosa, violeta); de acordo com o tema e ambiente que se quer dar à festa.
Com balões (bolas de aniversário) é possível encher bem o salão, e é relativamente barato. Nas bancas (ou em sebos) há diversas revistas que ensinam a fazer enfeites com balões. É possível fazer arcos para colocar na porta e arranjos para pendurar nas paredes ou colocar nas mesas.
Flores: consiga vasinhos de plantas floridas (violetas, calanchoe, etc..), embrulhe com papel celofane colorido e coloque como centro de mesa. Ou faça vasos (latas de refrigerante ou garrafas pet cortadas) também embrulhados em celofane e com arranjos de flores naturais ou de papel.
Toalhas para a mesa: se não as tiver prontas, utilize TNT (procure em lojas de artesanato ou festas); é fácil de cortar e não desfia, assim não é preciso fazer bainha. Toalhinhas de plástico ou papel imitando renda podem ser colocadas por cima criando contraste.
Nas paredes você pode colocar pedaços de cartolina ou papel craft (um para cada mãe, com o nome delas) onde seus filhos e amigos podem escrever dedicatórias e fazer desenhos e no final elas podem levar para casa.
Ou, coloque fotos das mães com seus filhos, ou com suas mães, quando elas eram crianças. Assim, as pessoas terão uma divertida exposição de fotos antigas, e poderão adivinhar quem é quem.
Coloque nas mesas cardápios com os pratos que serão servidos ou etiquetas nos próprios produtos para facilitar a identificação.

4. Atividades: Sendo um café festivo, é importante ter tempo para a convivência e a conversa livre, mas você pode fazer uma ou outra das seguintes sugestões:
- apresentações de teatro e música das crianças (filhos e filhas) para as mães.
- homenagem dos maridos, que cantem uma música, ou leiam poemas, ou entreguem flores ou diplomas.
- gincana - mães e filhos competindo juntos;
- contar histórias curiosas sobre as crianças e suas mães (peça antecipadamente às convidadas que escrevam histórias de suas famílias, selecione algumas e prepare para serem lidas durante a festa).
- você também pode usar estas histórias para preparar um livrinho, intercaladas com desenhos das crianças, versículos bíblicos, poemas, etc. Faça tudo em preto e branco, tire xerox e dê o acabamento com grampeador ou coloque numa pasta apropriada para cada mãe.
Se a festa for apenas para as mães, sem as famílias, você pode convidar médico, pedagogo ou psicólogo para uma breve palestra sobre tema de interesse das mulheres (de acordo com a faixa etária das suas convidadas), por exemplo: menopausa; desenvolvimento infantil; relacionamento com os filhos, escolha de escolas, parto, gravidez, etc...
Para garçons convide alguns jovens ou os maridos; combine com eles que venham uniformizados (calça preta e camiseta branca, por exemplo) e providencie aventais (também podem ser feitos de TNT) ou gravatas borboleta para um toque divertido.
No mais, um fundo musical agradável e alegre e muita diversão!
Lembre-se de convidar as pessoas com antecedência e procure saber quantos vêm para poder calcular cadeiras e comida.
A igreja pode ampliar o café da manhã para todas as mães, porém, com a liderança do Ministério para Crianças ou da Catequese. Dessa forma, os recursos para a programação aumentam e pode-se sortear pequenos presentinhos às mães. Pode-se também oferecê-los para a Mãe Mais Vivida (ou Experiente), a Mais Recente Mamãe, a Mamãe Postiça a mais tempo (isso abrange as famílias não nucleares, ou seja, não convencionais) e assim por diante.

Peça: Minha Mãe é Linda!
Essa peça pode ser feita com uma classe pequena, dentro do templo, ou com somente uma criança como "a criança perdida na rua" caso a classe tenha um grande número de crianças.
Depois da primeira criança entregue, outras crianças começam a aparecer. (Entra uma outra criança e a cena se repete até todas as crianças entrarem). Você pode pedir para as crianças desenharem um cartão para a mamãe, e dar no dia da apresentação da peça. É uma sugestão simples, mas que qualquer mãe vai adorar ou dar alguma outra lembrancinha.
Personagens:Guarda - que pode ser um jovem vestido de acordo, uma professora ou uma ajudante.Criança perdida na rua: cada aluno de sua classe fingindo estar perdida. Devem ser da idade que já saibam atuar.
Modelos: moças bonitas ou muito enfeitadas, com aspecto de ricas, falando ao celular, usando óculos escuros e jóias.
Narrador: alguém com voz alta e compreensível para narrar a história enquanto os personagens atuam.

Encenação: As crianças se colocam em fila num local escondidinho, para que entrem uma a uma assim que encontrar a sua mãe.
Narrador:- Tem uma criança perdida na rua, e ela pede ajuda ao guarda. O guarda percebe e chega perto para perguntar: Guarda: - Olá criança. O que você está procurando?
Criança: - A minha mãe.
Guarda: - Como é a sua mãe?
A criança responde: - Ela é a pessoa mais linda dessa cidade!! (fala com alegria)
(Guarda pega a criança pela mão). Guarda: - Vamos procurá-la.
Narrador: - Então eles saem procurando a mãe da criança e passam por várias mulheres que o guarda considera lindas, mas não encontram a mãe procurada. De repente, a criança encontra uma mulher e corre para abraçar. (A criança entrega a ela o seu presente de dia das Mães). Criança: - Viu? Essa é a mulher mais linda do mundo!! O guarda sorri, cumprimenta a mãe e sai feliz de volta ao seu posto. (O Guarda se posiciona no centro da peça) Guarda: - É, realmente a nossa mãe é a mulher mais linda do mundo. É ela que merece toda a nossa admiração e carinho. Por isso a todas as mamães desejamos: (o Guarda e as "modelos" dizem juntos) Todos: um Feliz dia das Mães!!
Fim.


Atividades

Dobradura de coração que pode ser usada para decorar o convite, cartões ou para ser o próprio cartão.
Material:
Papel espelho com proporções 4x1 (se tiver 4 cm de largura o comprimento deverá ser de 16 cm).

Tulipa de Origami

Você pode fazer em convitinhos para entregas às mães, usar como atividades para as crianças ou usar para decorar a igreja. Essas tulipas podem ser feitas em vários tamanhos, criando um ambiente em 3D nas paredes e ficando com um resultado muito bonito.Brincadeiras entre Mães e Filhos

Elogios com o Nome

Faça uma roda com todos sentados no chão: mães atrás dos filhos. Cada mãe deve ajudar seu filho a encontrar um elogio com a inicial do nome de um dos colegas, falando baixinho no ouvido.
Uma criança vai para o centro da roda e o líder escolhe uma outra criança. A criança se coloca de frente para ele e diz: "( fulano: nome do colega ) eu gosto de você por que você é..." e um adjetivo que comece com a mesma letra do nome da criança escolhida para ser elogiada. Depois dá de presente para a criança elogiada o coraçãozinho de papel ( ver Atividades ), junto com um abraço e volta ao seu lugar.
A criança que recebeu o elogio entrega à sua mãe o coração, dá um beijo e vai para o centro da roda recomeçar o jogo. Aquela que estava no centro da roda anteriormente, volta para seu lugar na roda e é abraçado por sua mãe, para que todos saibam que ela já brincou. No final todos aplaudem e voltam aos seus lugares.

17 de abr de 2009

Desenhos e Atividades sobre Tomé







Tomé duvida da ressurreição de Jesus

João 20, 24-29

Tomé, um dos doze apóstolos, não estava com eles quando Jesus apareceu. Ele disse:
- Se eu não vir o sinal dos pregos em suas mãos e não puser o dedo no lugar dos pregos, de maneira nenhuma vou acreditar.
Oito dias depois, estavam todos reunidos e Jesus apareceu novamente e mandou Tomé tocar em suas chagas. Disse a ele:
- Não seja um homem sem fé; acredite Tomé!
E Tomé respondeu:
- Meu Senhor e meu Deus!
Jesus lhe disse:
- Tomé, por que me viu, acreditou. Felizes são aqueles que acreditarem sem ter visto!



Era o domingo depois que Jesus havia sido crucificado e seus discípulos haviam se reunido em uma sala com as portas fechadas. Estavam juntos nesta sala fechada porque estavam com medo pelo que os que crucificaram Jesus podiam fazer a eles. A Bíblia nos diz que mesmo estando as portas fechadas, Jesus entrou na sala e esteve com seus discípulos. Quando os discípulos viram Jesus ficaram muito contentes. Um dos discípulos, cujo nome era Tomé, não estava ali quando Jesus apareceu a eles. Não sei por que Tomé não estava ali... Talvez estivesse pescando ou talvez resolveu ficar em sua nesse dia... Quando os outros discípulos viram Tomé, lhe disseram que Jesus esteve com eles, mas ele não acreditou.
- Se eu não vir o sinal dos pregos em suas mãos e não puser o dedo no lugar dos pregos, de maneira nenhuma vou acreditar.
Uma semana mais tarde os discípulos estavam na sala outra vez e Tomé estava com eles. A mesma coisa aconteceu. Apesar das portas estarem fechadas, Jesus veio e ficou no meio deles. Virou para Tomé e lhe disse:
- Ponha seu dedo aqui e veja as minhas mãos. Coloque suas mãos na ferida no meu lado, não seja um homem sem fé, acredite!
Ele caiu de joelhos aos pés de Jesus e disse:
- Meu Senhor e meu Deus!

Antes de Jesus subir ao Céu para estar com seu pai, Ele disse aos seus discípulos que quando 2 ou 3 estivessem reunidos em seu nome, Ele estaria com eles. Toda semana nós nos reunimos aqui para louvar e adorar Jesus. O que perdemos de importante quando não viemos à Igreja? Perdemos o mesmo que Tomé... A oportunidade de estar com Jesus!


Crer ou não crer???


Muitas vezes acontece que quando vou comprar algo numa loja e pago com um cheque, o caixa me pede a minha carteira de identidade, meu R.G. Meu nome e o número do meu R.G. está no cheque. Por que o caixa necessita ver meu documento de Identidade? A explicação é bem simples. Porque é necessário saber se a foto do R.G. e eu somos a mesma pessoa. Sou realmente quem eu digo que sou?
Pode haver outras ocasiões em que preciso mostrar minha Identidade como, por exemplo, quando vou ao médico e a recepcionista me pede a carteirinha do convênio e o meu R.G.. Existe até mesmo o R.G. Escolar onde tem a sua foto comprovando quem você é. Quase todos os dias de nossa vida nos pedem que demos provas de quem somos.
Quando Jesus ressuscitou apareceu aos seus apóstolos, mas um de seus discípulos, Tomé, não estava com eles. Quando os discípulos disseram a Tomé que tinham visto Jesus e que Ele estava vivo, Tomé disse:
- Se eu não vir o sinal dos pregos em suas mãos e não puser o dedo no lugar dos pregos, de maneira nenhuma vou acreditar.
Uma semana depois Tomé viu Jesus. Jesus mandou Tomé tocar as suas mão e disse pra ele colocar o dedo em suas feridas. Então Tomé acreditou!
Hoje em dia há muitas pessoas que não que Jesus ressuscitou do túmulo porque não viram com seus próprios olhos. Elas desejam ver o R.G. de Jesus para poder acreditar. Jesus disse:

E você, amiguinho? Tem que ter uma prova de que Jesus está vivo ou você acredita pela fé?

Oração: “Querido, Jesus, ajuda-nos a aceitar pela fé que estás ressuscitado e vive no meio de nós Viemos aqui e nos reunimos em seu nome porque desejamos estar contigo!Desejamos adorar-te e louvar o teu nome!”



Vamos brincar???


Tomé, onde está a tua fé?
Tema: o discípulo Tomé.
Público: adolescentes, 8 pessoas.
Material: papel e canetas.
Todo mundo já deve ter brincado de Detetive; nesta brincadeira temos como personagem o assassino, o detetive e as vítimas.
Na brincadeira Tomé onde está a tua fé? Teremos novos personagens: Jesus, Tomé e os apóstolos.
Escreva sobre um papel "Jesus", sobre outro "Tomé" e tantos "Apóstolos" quantos necessários para completar o número de crianças. Dobre os papeis e sorteie.
As crianças se colocam num círculo e Jesus deve discretamente piscar com um olho para qualquer das crianças, enquanto Tomé tenta descobrir qual criança é Jesus.
Jesus é sinal de vida nova, quando ele piscar, se a criança for um apóstolo deverá dizer: "Jesus está presente e vivo no meio de nós!"
Tomé não acredita que Jesus esteve presente no meio dos apóstolos porque não o vê, procura descobrir onde está Jesus.
Quando Tomé descobrir, ou pensar que descobriu, este indicará a pessoa dizendo: "Mestre, é você mesmo!"
Se a criança que Tomé indicou seja um dos apóstolos, estão, quem estiver representando Jesus, manifesta-se dizendo: "Tomé, onde está a sua fé?".
Repita a brincadeira umas poucas vezes e encerre antes que as crianças percam o interesse.

14 de abr de 2009

As crianças nos Salmos

“Da boca das crianças e dos pequeninos sai um louvor que confunde os seus adversários e faz ficarem quietos os seus inimigos” (Salmo 8).


“Como um jovem manterá pura a sua vida? Sendo fiel às suas palavras” (Salmo 118).


“Vejam bem, os filhos são um presente de Deus: é uma recompensa o fruto do ventre!” (Salmo 126).


“Felizes são aqueles que temem ao Senhor e andam nos caminhos de Deus. Sua esposa será em seu lar como uma plantação abundante de uvas, e seus filhos, em torno da mesa, serão como brotos de oliveira” (Salmo 127).


“Mantenho em calma e sossego a minha alma. Assim como uma criança no seio da mãe, assim está minha alma em mim mesmo” (Salmo 130).

13 de abr de 2009

II Encontro Estadual dos Evangelizadores Infantis

Que toda criança proclame:
“Jesus Cristo é o Senhor!”


Presenças de: Hyde Flávia (Coordenadora Nacional do Ministério para Crianças) e
Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo (São Paulo)


Local do encontro: Escola Dr. Sylvio de Aguiar Maya.
Rua Alfredo Martinelli, 177. Vila Santo Antônio – Pedreira, SP
(em frente a Paróquia Santo Antônio).

Inscrições: o custo da inscrição será de R$ 15,00 até 13-05 e será feita através de depósito bancário no banco Itaú Agência 4459 c/c 07320-3 em nome de Sérgio Henrique Speri e confirmada por meio do envio do comprovante de depósito e ficha de inscrição para o telefone (16) 3610-5388 (RCC Ribeirão Preto).
Após 13-05 o custo da inscrição será de R$ 20,00 e deverá ser feita no próprio local.

Alimentação: R$ 6,50 pagas no próprio local.

Acomodação: levar colchonete, roupas de cama e banho.

Dúvidas: (16) 3610-5388 (Denise) ou pelo e-mail: anasperi@yahoo.com.br



“Não podemos deixar de falar das coisas
que temos visto e ouvido” (At 4,20)

Queridos (as) irmãos (ãs) no Ministério para Crianças da Renovação Carismática Católica do Estado de São Paulo, que a força do Ressuscitado fortaleça vossa missão.
Com muita alegria estaremos realizando o II Encontro Estadual dos Evangelizadores Infantis do Estado de São Paulo.
Esse encontro tem como objetivos: formação em nosso ministério, estarmos cientes das diretrizes nacionais e estaduais para caminharmos em unidade e troca de experiência dos lindos trabalhos que têm sido realizado em nosso estado.
Nossos grupos de oração estão repletos de crianças sedentas de evangelização e abertas a ação do Espírito Santo e nós “que não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido”, não podemos excluí-las dessa graça. Elas são um campo fecundo a ser cultivado e, se não a cultivarmos, o mundo as cultivará.
Estaremos apresentando os seguintes Projetos do Ministério para nosso estado:
1- GO Infantil – Ter um GOI em cada lugar que tiver GO Adulto.
2- Quem somos? Pesquisa de quantos GOI temos em cada diocese, quem os coordena, quem são os ministeriados e onde funcionam esses grupos.
3- Coroinha do Menino Jesus (a criança irá formar grupos de crianças na escola ou o na vizinhança para rezar 12 Ave-Marias uma para cada ano da infância de Jesus).
4- Adoradores Mirins (em horário diferente do GOI).
5- Celebrando a Vida (visita aos casais grávidos dando boa vindas ao bebê).
6- ANO CATEQUÉTICO (colocar em comum com toda a Igreja as equipes, os projetos e o material de evangelização da RCC. Que cada bispo de todas as dioceses de SP recebam este projeto e junto com a catequese possamos comemorar este ano especial.
Contaremos com as presenças de Hyde Flávia – Coordenadora Nacional do Ministério para Crianças – e das Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo de São Paulo.
Muitas dioceses estarão apresentando os trabalhos que tem sido desenvolvido no Ministério para Crianças, sendo um ótimo momento para trocarmos experiências e conhecer novos trabalhos. sendo um ando os trabalhos que tem sido desenvolvidopara caminharmos em unidade e troca de experi
Contamos com as orações, divulgação e a sua presença e de toda sua equipe nesse nosso II Encontro para que, para a glória de Deus Pai, toda criança proclame: Jesus Cristo é o Senhor! Para isso pedimos que venham participar conosco e convidem todos aqueles que conosco evangelizam os pequeninos do Reino.

Ana Paula Silveira Gericó Speri
Coordenadora Estadual do Ministério para Crianças

12 de abr de 2009


Mensagens Angels - Recados para Orkut


Que o coelhinho deixe para você uma cesta cheinha de felicidade,
paz, prosperidade e de muito amor!
Que neste dia renasça a alegria da criança que existe em você!
Que o milagre da vida encante e reanime seu coração!
E que sua fé se renove sempre!
No sepulcro vazio de Cristo está a nossa esperança!
Bjs!
Tia Paula

5 de abr de 2009

Desenhos e atividades para Páscoa
















Fonte: Diversos sites

Páscoa

O que é páscoa?

É muito legal quando chega a Semana Santa! Feriado, família reunida, viagem, ovos de páscoa... Mas o que será a Páscoa? Vamos aprender algumas coisas interessantes sobre a verdadeira Páscoa.

Como tudo começou? A primeira Páscoa


Para entender melhor vamos voltar um pouco no tempo – aproximadamente 1.500 anos antes de Jesus Cristo nascer. Nesta época os judeus eram escravos no Egito. Lá eles trabalhavam duro, e foram maltratados por 430 anos. Deus, então, enviou Moisés para livrar o seu povo da escravidão, para que pudessem conhecê-lo e adorá-lo. Mas o Faraó, Rei do Egito, não queria libertar o povo de Deus. O Senhor, então enviou, dez sinais do seu poder para que o Faraó libertasse o seu povo:

1 Fez o rio Nilo se transformar em sangue. Todos os peixes morreram e o cheiro ficou terrível.
2 Rãs invadiram as casas dos egípcios.
3 Os egípcios e os animais ficaram cobertos de piolhos.
4 Deus mandou milhões de moscas para todo o Egito.
5 Os animais morreram.
6 Feridas cheias de pus cobriam a pele dos homens e dos animais.
7 Uma forte chuva de pedras acabou com tudo que estava no campo, incluindo as pessoas e os animais.
8 Uma nuvem de gafanhotos comeu todas as plantas e frutos que sobraram depois da chuva de pedras.
9 Durante três dias houve uma grande escuridão, e somente os egípcios ficaram no escuro.

Mas mesmo assim, o coração do Faraó ficou tão duro que não deixava o povo ir. Então Deus disse que mandaria o último sinal:
10 Deus mandou que cada família do povo de Israel matasse um cordeiro macho, sem defeitos, e passasse o sangue desse cordeiro nos batentes da porta de sua casa, quando Deus visse o sangue, ninguém morreria ali, mas nas portas dos egípcios não havia o sangue. Então o anjo da morte levaria o primogênito (filho mais velho) de cada família egípcia, desde o filho do Faraó até o filho do servo mais humilde, e também todo primogênito dos animais (Ex 12.7).

Depois deste sinal, o povo de Israel foi liberto da escravidão. Por causa dessa grande libertação dos israelitas a Páscoa passou a ser comemorada como a noite que Deus poupou Israel, salvando suas crianças e libertando a todos. (Essa história toda está em Êxodo a partir do capítulo 7 ao 12)

A Páscoa que comemoramos hoje é a maior e principal festa cristã, maior até do que o Natal!


Jesus veio aqui na Terra e nos ensinou a amar, a viver, a pensar, a servir... Ele veio para nos reconciliar com Deus e nos libertar da morte e do pecado. Mas para que tivéssemos direito a esta herança, Jesus teve que morrer. Ele foi humilhado, maltratado e morreu como um cordeiro. Depois ele ressuscitou no terceiro dia, e hoje ele vive! Deus enviou seu filho unigênito (único), sem defeitos. Jesus é como aquele cordeiro da Páscoa dos hebreus. Todos os que aceitam seu sacrifício são libertados da escravidão do pecado e da morte, assim como os Hebreus foram libertados pelo sangue dos cordeiros passado nas portas.


Jesus é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo

Vamos ver agora comparações que mostram que o que Jesus fez por todos nós foi como o que Deus fez para os judeus através daquele cordeiro morto na Páscoa:

1. Deus pediu para os homens que separassem um cordeiro para ser sacrificado, ou seja, morto. Da mesma forma, Jesus é o cordeiro de Deus (João 1.29). Ele é a nossa Páscoa (1 Coríntios 5.7).

2. Em Êxodo 12.5 diz que o cordeiro tinha que ser sem defeito, lembra-se? Pois é, Jesus cumpriu esta exigência (1 Pedro 1.18 e 19)

3. O cordeiro da Páscoa tinha que ser escolhido e separado dos outros cordeiros quatro dias antes da Páscoa (Êxodo 12.3-6). Jesus Cristo chegou em Jerusalém quatro dias antes da comemoração da Páscoa e morreu no mesmo dia do sacrifico do cordeiro (Referencia).

4. O cordeiro precisava ser imolado por toda a população (Êx 12.6). Jesus Cristo também foi sacrificado pelos líderes civis e religiosos de Israel e de Roma, e pela vontade de todo o povo que estava reunido lá (Referencia).

5. Nenhum osso do cordeiro poderia ser quebrado (Êxodo 12.46). Em João 19.33 e 36 fala que quando Jesus já estava morto na cruz ninguém quebrou nenhum osso dele, pois era costume quebrar os ossos de quem havia morrido na cruz.

6. Em Hebraico, Páscoa quer dizer passagem. Para o povo de Israel foi a passagem da escravidão para a liberdade; para nós, Páscoa é a celebração que marca a passagem da morte para a vida.

7. Jesus se ofereceu para ser sacrificado. Ele não foi tomado de surpresa. Ele escolheu morrer por nós.

Quando João Batista – um profeta de Deus – viu Jesus pela primeira vez, disse: Eis o cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo!

Então, qual a razão dos ovos de chocolate e os coelhinhos nesta história?


Os ovos de páscoa

O costume de presentear as pessoas na época da Páscoa com ovos ornamentados e coloridos começou na antigüidade. Eram verdadeiras obras de arte! Os ovos de Páscoa hoje são famosos no mundo inteiro. Os mais comuns são os ovos de chocolate, recheados com balas, confeitos e bombons. O ovo é um símbolo de começo, de vida que está para nascer, apesar de aparentemente morto, contém uma vida que surge repentinamente, destruindo as suas paredes. Daí sua associação à Páscoa: lembra o Cristo que sai vivo após os três dias no sepulcro. A Ressurreição de Jesus também indica o princípio de uma nova vida, a redenção da própria humanidade e a promessa de um futuro cheio de alegria e felicidade para os que têm fé e esperança. Dentro do ovo gera uma vida, a vida é o Dom mais precioso de Deus. Ressuscitando para uma vida nova, Jesus revela a preciosidade que é a. vida.

Os coelhinhos

É um dos primeiros animais que saem das tocas ao chegar a primavera, após um longo inverno de recolhimento. Ora, no hemisfério norte, a Páscoa ocorre nos primeiros dias da primavera (para nós que habitamos no hemisfério sul, a Páscoa e no outono) e os coelhos logo se põem a correr pelos campos verdes, repletos de flores, dando, portanto, a idéia de renovação da vida, que parecia estar morta durante o inverno. O que mais interessa religiosamente, é que os coelhos são animais que reproduzem com extrema facilidade e em grande quantidade. Vem daí a identificação com uma vida abundante, um processo de restauração, um ciclo que se renova todos os anos. E é isto exatamente que se relembra na Páscoa: a Ressurreição de Jesus, que traz consigo um novo tempo de paz e de esperança a toda a humanidade.


Vejamos alguns símbolos da Páscoa:


VELA (Círio Pascal)

Jesus Ressuscitado. Ele é a Luz do Mundo!



CORDEIRO

Jesus é o Cordeiro de Deus que deu sua vida por nós, para nos salvar do pecado.


SINOS
Anunciam a alegria da Ressurreição de Jesus Cristo e a esperança de uma vida nova.



GIRASSOL
Precisamos voltar nossa vida para o sol que é Jesus.


COELHO
Rápida e múltipla fecundidade (muitas vidas nascendo!), nos lembra que Deus quer vida para todos os seus filhos.


TRIGO E UVA
Jesus se fez Pão e Vinho e se deu para nós, como alimento para nossas almas.


OVO
Esconde dentro de sua casca uma vida nova que vai nascer. Simboliza Cristo que sai Vivo´após ter permanecido três dias no sepulcro (uma espécie de túmulo bem grande daquela época). O ovo nos lembra vida e ressusrreição!

1 de abr de 2009

As crianças e o Santíssimo Sacramento

Este post é da Ana Paula Merigo, do blog Pequeno Gigante. pedi sua autorização para postá-lo aqui porque sei que é um assunto importantíssimo pra nós evangelizadores infantis.

Vamos lá:

"Eu recebi um e-mail da catequista Joana de João Pessoa na Paraíba, uma catequista muito dedicada e preocupada com sua crianças. A dúvida dela era:“Como se tratam de crianças algumas demonstram total desconhecimento sobre o Santíssimo. Eis a minha dúvida: como falar (inclusive preparar) a essas crianças algo tão místico e muitas vezes até para nós adultos difícil de entender?”

Minha resposta foi:

“Fiquei muito feliz em receber o seu e-mail. Percebi que você tem uma grande responsabilidade e Jesus precisa de verdadeiros adoradores. Vou te ajudar me colocando no seu lugar, descrevendo o que eu faria, OK?!

Bom, para que muitas pessoas amem e sigam Jesus, eu preciso ser em primeiro lugar um exemplo. Não adianta eu cobrar que as crianças rezem ou visitem o Santíssimo, se eu não fizer isto sempre, mas não como obrigação e sim por amor a Jesus Sacramentado.
Não posso querer fazer com que as crianças entendam este mistério magnífico que é o Santíssimo Sacramento, antes do entendimento é a fé que precisa estar evidente. Eu mesma tenho que acreditar e aceitar isto em minha vida. A partir daí, você começa a irradiar o amor que Jesus nos oferece.

Não minta ou invente histórias, faça as crianças vivenciarem o que realmente o Santíssimo Sacramento é: Jesus vivo e presente na Hóstia Consagrada.
Ensine as crianças o comportamento que devemos ter diante do Santíssimo: genuflexão ao entrar no Sacrário, ficar de joelhos ou sentar-se com respeito, não fazer bagunça ou ficar conversando; o silêncio e a oração são importantes. Na parte mais prática, quando estiver com as crianças diante do Santíssimo, não faça orações complexas ou bem elaboradas, é na simplicidade que Jesus toca nos corações e você pode se surpreender com as crianças.

Sugestão:

1- Antes da adoração peça que cada criança escreva uma oração para Jesus (arquivo anexo), e em um dos momentos da adoração, peça que elas leiam a oração que fizeram diante do Sacrário. No final, encerre pedindo que Jesus acolha todas as orações.
2- Leia para as crianças antes da adoração o livrinho: Deus me ama como sou da editora Canção Nova. Ilustra muito para as crianças a importância que temos para Deus e o quanto Jesus Sacramentado é importante também.
3- Faça uma oração com as crianças diante do Santíssimo, peça que elas repitam com você.
Oração: Jesus eu te amo e te adoro. Sei que o Senhor está presente diante de nós no Santíssimo Sacramento. Não posso vê-lo com meus olhos, mas sinto a paz e o amor que vêm de Ti. Envia o teu Espírito Santo para que eu tenha a fé e possa acreditar sem querer entender. Tu és o meu Senhor e meu Deus. Amém.

Você vai acabar se surpreendendo com as crianças, pois elas são puras e o que mais agrada a Deus é esta pureza de coração que elas tem.”

A catequista Joana e eu esperamos poder ter ajudado a todos e ficaremos aguardando os comentários. A seguir está o anexo para as crianças escreverem suas orações."



Fonte: http://pequenogigante.blogspot.com/2009/03/o-santissimo-sacramento.html

Obrigada, Ana Paula, irmã amada! Que Deus lhe abençoe!

Desenhos sobre a Santa Ceia